Rollins acertaste novamente..

3 08 2012

So where are they now? Your friends, I mean? You’re always telling me about your friends and how you would do anything for them because they are your friends and how in return, they would die for you. I didn’t believe it then and I’m not believing it now. All of your friends have gone. The good people, your people, that’s what you would call them. It was hard to keep from laughing in your face when you talked like that. I always wondered if that’s what you thought I was to you, if I was one of you people. You’re so full of shit and now it’s even too deep for you to deal with. The truth is that you don’t have any friends, not now, not ever. You think you’re with someone and then you find that you’re just alone in a room with a stranger. You spent so much time running away from yourself, fulfilling imaginary duties to your friends, that you don’t even know who you are. When the shit comes down, you can’t even count on yourself. Isn’t that a shame. Get ready for one of the longest nights ever.

Henry Rollins ‘Eye Scream

Anúncios




o que fui

27 06 2012

em tudo falhei, como te adorei e te quis e até nisso eu falhei. abri as portas de minha casa para te receber, foste mais que sangue do meu sangue, foste molecula de ser que se repartia por um universo de particulas microscopicas q nunca resistiriam por si so. foste uma janela numa casa fechada, teimosa por custar a abrir. sei q as tuas palavras sao de dor, pois so quem ama sofre e so quem ama magoa.

hoje fui oco mas não fui oco por querer; hoje fui oco porque deixei de te ter..





Music Review: Stick To Your Guns – Diamond (2012)

26 06 2012

Estes foram sem dúvida dos melhores 35 minutos gastos de 2012! Bem..a partir deste ponto acho que sabem para onde me estarei a dirigir.

Stick To Your Guns são uma banda norte-americana e tocam um poderoso Hardcore, com elementos melódicos. Diamond é o seu trabalho editado neste ano de 2012, sucedendo a The Hope Division, aclamado por muitos sites da especialidade como um dos melhores do ano.

Em relação a este disco só tenho duas palavras: simplesmente brilhante. Já li opiniões acerca de Diamond que me deixaram com dúvidas se essas pessoas realmente terão ouvido o mesmo disco que eu porque estamos na presença, e posso afirmá-lo já, de um dos melhores discos de 2012. Desde as músicas mais straight-forward, como Empty Heads, até a momentos de um quase Post-Hardcore, como DI(AM)OND, todas elas são extremamente bem conseguidas e trabalhadas. É um disco que passa num piscar de olhos mas que deixa muita saudade, do princípio ao fim, no fillers here.

Relativamente ao instrumental posso dizer que é muito cativante, passando por riffs Hardcore, alguns mais Punk, como alguns em Bringing You Down, e os Breakdowns são explosivos, ao ouvir isto no meu quarto dava por mim a esmurrar freneticamente o ar.

A voz foi das coisas que mais me agradou, sou sincero. Desde o seu lado mais clean até aos berros, tudo é feito com uma consistência impressionante. Pelo o que consegui encontrar pelas internets o vocalista, Jesse Barnett, também é o responsável pelas letras e deixem-me que vos diga que o conteúdo é riquíssimo.

Em suma, Diamond (STYG, 2012), é um album que vai rodar por aqui muitas muitas vezes, tendo ido por completo para a minha biblioteca do Itunes. É um trabalho para ser apreciado tanto a nível auditivo como a nível lírico, pois as suas letras reservam por completo o espaço para um trabalho mais introspectivo.

Image

http://www.facebook.com/STYGoc





Music Review: Acid Shark (Demo 2012)

18 06 2012

Enquanto pastava por paisagens Facebookianas, deparei-me com uma referência à Demo de Acid Shark, e sendo eu um fanático completo por tubarões, apenas por gozo, resolvi dar uma espreitadela.

Tenho que ser sincero e dizer que, em relação ao Grindcore, nem tudo me cai nos ouvidos com muito agrado, o processo é muito mais facilitado se a banda tiver inclinações para algo como Brutal Death ou algo semelhante. Muito embora os Acid Shark não sejam nada desse género o que importa a reter é que foi uma experiência muito interessante, posso até afirmar positiva e engraçada. Apostam claramente numa influência Crust Punk, a voz fez-me lembrar particularmente os nossos Lifedeceiver, e, apesar de não existir uma grande abundância de caos Grind nesta pequena Demo de 3 músicas, quando entram nesse território, nunca perdem o sentido de groove que até então o seu instrumental demonstrou, mesmo com recurso a um BlastBeat aqui ou ali.

Foi sem dúvida uma agradável surpresa, podem bem gastar os vossos 6/7 minutos nesta Demo que se encontra para download gratuito no site dos Acid Shark. 

Image

http://acidshark.co.uk

http://www.facebook.com/acidsharkuk





My friend of misery

20 05 2012

Para aqueles que ficam, contra aqueles que partem..

Na sexta vais ser um dos momentos da noite *.*





Invisible

20 05 2012

Image





Respeito

15 05 2012

Quando se perde o respeito só sobra a frustração, a mágoa, a fúria de nos ver-mos esmagados por quem mais respeitamos. Hoje senti que me roubavam o chão por onde ando, o ar que respiro foi sugado num micro segundo e fiquei num limbo de inexplicabilidade insuportável.

Pauso e pondero, não vejo. Oiço e reflito, não quero. A ausência de consideração inflama o peito e a mente de tal ordem que vemos chamas em névoa ardente, como se o nosso olhar dilacerasse toda e qualquer tentativa de refutação de um niilismo intrínseco.

Preso o respeito e preso a amizade. Custa quando nos flagelam as costas com varas de insensatez e despesismo, como se a nossa vivência fosse uma mera carta timbrada com um vago remetente ainda por definir.

Custa ser mas custa ainda mais ver que o nosso ser não chega para que nos dirijam mais algumas palavras..

 

Image